AUDIÊNCIA PÚBLICA DÁ PALANQUE PARA GOVERNISTAS DEFENDEREM PRIVATIZAÇÃO DOS CORREIOS COM MENTIRAS


Publicada dia 21/10/2021 16:45

Tamanho Fonte:

Não foi uma Audiência Pública digna e no formato certo, com debate sobre o tema proposto, no caso o PL 591 que libera a privatização dos Correios. A Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, CAE, através do relator Márcio Bittar, montou um palanque para cães de guarda do bolsonarismo, ideólogos da privatização e empresários interessados em lucrar com o setor postal destilarem suas falsidades e defenderem a venda da única empresa nacional com estrutura logística para integrar a nação e atender todos os brasileiros!

O Senador Paulo Rocha (PT/PA) deixou isso claro em sua intervenção. Criticou a subserviência da Comissão aos interesses do governo e dos empresários e protocolou, com apoio dos Senadores Paulo Paim e Jean Paul Prates, a solicitação de uma nova e verdadeira audiência, com participação dos prós e dos contrários à privatização. Só assim pode haver questionamento, debate e informação verdadeira para a sociedade refletir.

Isso é essencial, porque o que o Relator do PL 591 na CAE fez deturpa a lógica do debate democrático. E ela ainda piorou a situação ao dificultar o acesso dos eleitores e da categoria ao debate, à postagem de comentários e aos deslikes. Mesmo assim a quantidade de críticas foi grande, mostrando que os ecetistas estão mobilizados junto com a FINDECT e seus Sindicatos, na luta contra a privatização.

Destruição da nação

Rocha também realçou o crime que seria cometido com a privatização dos Correios num país como o Brasil. Aqui a deficiência na infraestrutura logística e no transporte de mercadorias é estrutural. Provoca problemas profundos como aumento nos preços das mercadorias e influencia no crescimento da inflação.

Num país dependente dos caminhões e com sua malha ferroviária destruída, a ECT é a única empresa nacional capaz de integrar o território e garantir a entrega de mercadorias e correspondências em todos os municípios e a todos os brasileiros.

E também de servir com eficiência, segurança e baixos custos o judiciário, com transporte de documentos e processos, o SUS, com a distribuição de medicamentos e vacinas, o MEC, com a logística complicada do ENEM, o TSE, com a logística das urnas nas eleições, entre vários outros serviços dos governos federal, estaduais e municipais que deveriam ser fidelizados aos Correios, para baixar custos e fortalecer a empresa.

Sem os Correios, a segurança e a efetivação desses serviços estarão comprometidas e os custos serão muito maiores.

Só mentiras

Como era de se imaginar, o Relator do PL 591, Senador Márcio Bittar (PSL/AC), os governistas, privatistas, bolsonaristas e empresários que ganharam palanque no que deveria ser uma audiência destilaram falsidades.

Como a afirmação de que a universalização seria garantida a todos os brasileiros, agências não seriam fechadas, que é preciso vender logo os Correios porque no futuro vai ser uma empresa inviável, que a Anatel vai conseguir regular o setor, que o Correio está dando pouco lucro e graças às ações do General Floriano, que a privatização vai melhorar o atendimento postal no país e para os brasileiros, que o PL 591 garante investimentos e a atualização do nível de serviço para atendimento da população, e diversas outras barbaridades.

FINDECT na luta

A FINDECT está atuando diretamente no Senado há várias semanas. Com seus dirigentes, faz um trabalho intenso e permanente de debate, informação e pressão sobre os senadores. Esteve presente em todos os momentos e debates, e estava lá no dia 20/10, quando a audiência fake ocorreu.

O trabalho realizado mostrou seus efeitos nas falas de vários senadores, com os citados acima. Também se mostrou muito importante a ação da categoria, ligando, enviando mensagens contra o PL 591 e a privatização, exigindo a manutenção dos Correios públicos.

Vamos continuar todos na luta! Esse é o único caminho capaz de barrar a destruição dos Correios, do patrimônio nacional, dos direitos dos cidadãos brasileiros, do incentivo aos pequenos negócios e dos empregos da categoria!

PRESSIONE OS SENADORES CONTRA O PL 591

Fonte: FINDECT

Compartilhe agora com seus amigos

Notícias Relacionadas

FINDECT EM AÇÃO!

FINDECT EM AÇÃO!

Mais uma reunião virtual reforça a luta contra o PL 591 que destrói os Correios e empregos dos trabalhadores. Na tarde dessa quinta-feira, 25/11, José A...

veja também em nosso site

Negociações Coletivas 2019/2020

Negociações Coletivas 2019/2020